10/11/2016

Saudades das delicias do Brasil? (Como encontrar alimentos parecidos com os brasileiros)

Hi Folks, Tudo bem?

Eu costumo dizer que depois da minha família (e do meu gato) o que eu mais sinto saudades é da comida brasileira. Já me vem a cabeça aquela coxinha de frango, pastel, churrasco, farofa, pão de queijo, pudim... e por ai vai...



Algumas receitas nós até conseguimos reproduzir aqui nos EUA mas as vezes não encontramos exatamente os mesmos ingredientes ou algo parecido (já que catupiry e requeijão não tem - #todaschora - vai de cream cheese mesmo!).

Pensando nisso eu encontrei esta lista com alguns alimentos que podemos substituir e até mesmo encontrarmos no mercadinho mais próximo e assim utilizar em nossas maravilhosas receitas brasileiras.

Espero que ajude! vamos lá:



Espero que assim como eu, você tenha ficado feliz de encontrar esta lista =) e boooora cozinhar!

Com amor <3.

Bruna Gonçalves



| lista retirada do blog frombraziltoyou.org

08/11/2016

Amizade de Intercâmbio ❤️

Amizade de Intercâmbio ❤️
Hello peopleeee,

                 Hoje faz exatamente 9 meses que cheguei nos Estados Unidos e, como todo dia 8, fico bem nostálgica, com os pensamentos e sentimentos aflorados rsrsrs Hoje me peguei pensando muito como foi meu início aqui, os temidos 3 primeiros meses, conhecidos como a fase de adaptação, a qual pode ser ruim ou boa. E, percebi que a minha experiência foi bem difícil, por estar completamente sozinha nesse País. Demorei um pouco pra fazer amizade aqui, por não ter carro, morar longe e ter chegado no inverno. Daí comecei a pensar o quanto foi e é importante pra mim as amizades que conquistei aqui. Graças a Deus, muita coisa mudou a partir daí. E é sobre isso que gostaria de compartilhar com vocês, sobre as amizades que fazemos no intercâmbio!!
                  No Brasil, eu era uma pessoa bem social, conhecia muita gente e tinha muitos amigos. Então, isso foi uma das coisas que mais me chocou quando cheguei aqui, a falta de amizade. Conheci algumas meninas, mas não era possível vê-las com muita frequência por não ter carro e morar longe  (conforme já foi dito rsrs), mas mesmo assim, cheguei em fevereiro e as conheci final de março. Hoje em dia, conheço mais gente, tenho algumas amizades verdadeiras, tanto no estado que moro (Maryland) quanto em outros (gente que embarcou junto comigo e considero como amigo)!!!
                   Vinicius de Moraes com toda sua sabedoria disse que "A gente não faz amigos, reconhece-os". Antes essa frase não tinha tanto sentido pra mim, mas hoje vejo que ela é verídica. Quando olho para as amizades que conquistei aqui percebo que realmente as reconheci. Mas, o que de diferente ou igual tem em uma Amizade de Intercâmbio?! Pra começar, é um tipo de amizade completamente diferente das outras. Quando embarcamos, ainda que seja com um grupo de pessoas, embarcamos sozinhos, chegamos esvaziados de relacionamentos físicos, pois todos os que tínhamos ficaram no Brasil. Aqueles amigos de anos, que você nem lembra mais como conheceu, os amigos que você considera como irmãos ficaram lá também, até os mais recentes, seus familiares. Enfim, todo mundo ficou por lá, claro que a amizade continuará, só não fará mais parte do seu dia-a-dia. E todo mundo que embarca contigo, embarca sozinho, tá todo mundo no mesmo barco, sentindo e vivendo as mesmas coisas. O reconhecimento de amizade começa daí, porque são essas pessoas que entendem, com exatidão, o que você está passando. Mas essas pessoas não ficarão com você pra sempre, em 5 dias, terá mais despedida, cada uma vai pro seu canto. Aí você chega na cidade que vai morar, novamente sozinho fisicamente. Não dá contar tudo pra sua Host Family, porque mesmo ele sendo ótimos, talvez não entendam a dificuldade que é estar sozinho, fora que seu inglês também não lhe permite contar muita coisa rsrs
                Enfim, daí novamente você se vê sozinho, tem gente que consegue numa boa viver sem amigo, não tiro o mérito dessas pessoas, mas eu faço parte do time do Tom Jobim,  acredito que sim "É impossível ser feliz sozinho"! Eu realmente gosto de boas amizades, gosto de ter pessoas boas ao meu lado, que acrescentem algo na minha vida e que, de alguma forma, eu possa agregar algo para elas também, ainda acredito na amizade verdadeira, ainda bem! Mas, voltando ao assunto, quando você se sente sozinho, aprende a dar valor a cada detalhe de cada pessoa que você conhece e aprende também o que não merece tanto valor assim, aprende que as pessoas são mais importantes do que as coisas e que não importa o programa do final de semana, o que importa é a companhia. A amizade que você reconhece no intercâmbio não é uma amizade qualquer, é uma amizade que, embora tenha pouco tempo, é forte e sincera (quando é de verdade). Seu amigo, não é apenas seu amigo, ele é amigo, irmão, primo, tio, pai, mãe... é a sua família, é, literalmente, tudo o que você tem aqui! E é incrível a conexão que você cria com seus amigos de intercâmbio, às vezes eles te conhecem mais do que seus amigos da vida inteira, não sei se porque no intercâmbio chegamos crus, vazios, sem máscaras, despidos de julgamentos e conceitos já formados, não precisamos ser alguém que todo mundo já estava acostumado que fossemos, podemos ser nós mesmos. Inclusive, é no intercâmbio que muitas pessoas conhecem a si próprias. A amizade é tão forte que, provavelmente, seus amigos de longas datas não vão acreditar que essa amizade é pra valer! Mas ela é!
              Sem dúvidas que, as amizades são os melhores frutos que tenho colhido no meu intercâmbio! Agradeço muito a Deus por cada pessoa, cada amigo reconhecido que Ele tem colocado em meu caminho, pois certeza que se não tivesse saído do Brasil, não teria tido a chance de conhecer pessoas e amigos incríveis que tenho conhecido!!
              Pra quem está no intercâmbio também: valorize muito cada pessoa e/ou amigo que você tem e conhece, nada é por acaso e ninguém entra em nossa vida em vão!
              Pra quem está pra vir: venha! Mas venha despido de si mesmo e dos outros, totalmente aberto para todo o tipo de gente que vai conhecer aqui, venha sem medo de ficar sozinho ou sem amigos, na solidão também nos reconhecemos  e nos tornamos amigos de nós mesmos!!

Um beijo no coração de vocês e até a próxima!

02/11/2016

Halloween

Esse ja é o meu segundo Halloween aqui, e o que eu posso dizer: É A DATA MAIS DIVERTIDA!!!



O halloween é uma das datas mais esperada aqui no Estados Unidos, como muita gente não gosta e Carnaval no Brasil, tem também muita gente que não gosta de Halloween aqui. Digo isso pois no Trick or Treat aqui onde eu moro, muitas casas não participam, não enfeitam as casas e muito menos entregam doces pras crianças.

Mas o que eu posso dizer com toda certeza é que toda Au Pair tem que participar, pois é muito divertido e uma experiência única!

video
Essa foi a casa mais assustadora do meu bairro!!!

Saia com as kids, faça questão de colocar uma fantasia, e principalmente ache atividades interessantes e diferentes pra fazer com eles, vale muito a pena e a recompensa é uma criança feliz e cansada hahahhahahaha

Aqui vai uma dica do que eu fiz e foi super produtivo, pegamos pirulitos e papel de seda pra fazer fantasminhas e abóboras, nada muito dificil e nem muito demorado (pois dependendo da idade das crianças eles não tem muita paciencia para atividades que levam muito tempo).

Tem várias vídeos legais no facebook que ajudam na criatividade, vou deixar aqui um que me inspirou: https://www.facebook.com/ideias.incriveis/videos/353767251637406/


O que acho bem legal na família que eu moro é que os pais também se fantasiam e saem para o Trick or Treat também, o que faz com que as crianças se divirtam ainda mais e além disso eles gostam de se fantasiar em grupo, ano passado fomos todos de Super Mario Bros e esse ano de Scooby Doo.

Incentivem as suas host families a participarem também!


E ai, conta pra gente sua experiência de halloween aqui.

=)

Pra quem não conhece a história do Halloween, segue um link bem interessante contando detalhes.


Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial